:
     
CBCO
NOTCIAS

Mar de oportunidades

 

Mar de oportunidades

Antônio Amorim revela os desafios na mudança de vida profissional no livro Construindo Pontes.

O homem é propenso a temer toda e qualquer mudança. A despeito de sabermos que todas as coisas estão em constante transformação, resistimos a elas. Quando pensamos em mudanças no campo profissional, as reações parecem se acirrar ainda mais. O que fazer, então, diante de uma situação como essa? Até que ponto é seguro trocar o certo pelo incerto?

Através de metáforas como o oceano (trabalho) e o aquário (emprego), o autor fala sobre os principais pontos de sua obra, que nos ensinam a edificar um novo modelo de carreira. A imagem do peixe que corajosamente arrebenta as paredes do aquário e se lança ao mar, é o retrato perfeito para uma profunda reflexão sobre carreira, empregabilidade e adaptação.

Em entrevista, Antônio fala sobre as metáforas utilizadas para ilustrar a obra, os 10 passos que conduzem o profissional para fora da zona de conforto profissional e os desafios de se lançar no infindável oceano que é o mercado de trabalho.

Como surgiu a concepção para o livro?

A obra surgiu a partir de alguns questionamentos interessantes. Certa vez, um executivo de RH de uma grande empresa me perguntou a respeito da minha atuação com Consultor: Você pulou do aquário ou arrebentou o aquário? (Eu trabalhei durante 22 anos em duas empresas do Pólo Petroquímico e negociei a minha saída quando atuava como Gerente Administrativo). A referência era a de que ao pular do aquário não havia planejamento para a mudança, já o arrebentar o aquário, contemplava o citado planejamento ou preparar-se para a mudança. Em uma outra situação, outro executivo me perguntou: Então, existe vida fora das empresas? A partir desses questionamentos e de uma foto que vi, um folder de um banco, onde um peixe, de dentro de um aquário olhava para o oceano, resolvi escrever um artigo sobre o tema, que mais tarde transformei no livro.

Qual o objetivo da obra?

O objetivo é apresentar de forma prática, em 10 passos, aspectos que considero e considerei importantes no meu processo de mudança - cada leitor poderá escrever a sua própria história em relação ao que tem feito e como se percebe nessas questões.

De onde veio a ideia de utilizar metáforas para conceituar o livro?

Para mim, a síntese e as metáforas aceleram o processo de reflexão e autoconhecimento - fica mais fácil trazer a teoria para a prática do dia a dia. Por isso as escolhi.

Em uma dessas metáforas você se refere ao aquário como emprego e ao oceano como trabalho. Muitas pessoas confundem esses dois preceitos. Qual a principal diferença entre eles e quais deles devemos realmente almejar?

Eu costumo dizer que a felicidade não está, necessariamente, no aquário (emprego) ou no oceano(trabalho-serviço), mas a partir do autoconhecimento e do reconhecimento da sua missão, talento e prazer, em buscar ser feliz e ganhar dinheiro com o que faz. Isso pode se dar no emprego formal, ou na sua atividade como empreendedor, como profissional liberal...

Hoje atravessamos um momento delicado e de muita insegurança no mercado de trabalho. Qual o melhor caminho para o profissional: o aquário com a sua segurança ou o oceano cheio de riscos e desafios?

Vai depender da sua natureza - o aquário permite uma pseudo- segurança. Digo pseudo, porque não existe garantia de nada na vida. O quanto ele ou ela se realiza com o seu trabalho? O emprego é fonte de renda, o trabalho é fonte de vida... Se ele está feliz dentro do aquário, gosta de estar ali, sente-se importante, competente, bem-quisto, não há porque mudar, mas do contrário, se a sua alma pede algo diferente, o oceano é uma imensa fonte de possibilidades...

Por que construir pontes? Para que elas irão servir?

Porque nenhum homem é uma ilha. Somos absolutamente interdependentes. Precisamos construir pontes, para fazer as travessias, precisamos uns dos outros e isso é bom!

Quem são os parceiros que nos ajudarão na construção dessas pontes e quais são suas principais tarefas e importância?

Os parceiros serão aqueles que estão alinhados com os nossos valores (crenças mais comportamentos). Como tarefa, completar as nossas lacunas e nós completarmos as suas. A vida é uma grande orquestra e cada um toca um instrumento que precisa de outro para produzir uma bela sinfonia, qualquer que seja o obra.

No livro você pontua 10 passos do aquário para o oceano. Qual a principal vantagem daqueles que os seguirem?

Eu diria que a principal vantagem será parar um pouco para se perceber de fora. O primeiro passo é o Autoconhecimento. Responda: Quem sou eu? A cada capítulo o leitor irá responder a várias questões que o fará pensar sobre o que tem feito para estar onde está e o quanto tem sido responsável pelas suas escolhas. Mudar é uma decisão de dentro para fora.

Existe algum conceito que conecte os 10 passos do aquário para o oceano como um fio condutor ou um completa o outro a partir de suas particularidades?

Os 10 passos são: O autoconhecimento, a comunicação, os cuidados com o emocional, atitude proativa, o propósito (espiritualidade), negociação, parceiros, autoestima e paciência, planejamento e finanças e o passo em branco. O fio condutor, a meu ver, são aspectos que se bem trabalhados, poderão trazer uma maior segurança no momento das decisões de mudanças na vida - em aquários ou oceanos!

Que mensagem você deixa para seus leitores?

Que procure se conhecer cada vez mais. Essa é a grande viagem da vida. Não dá para transformar o que está fora, sem mudar internamente. Como disse o Don Juan ao Castaneda (personagens do dramaturgo espanhol Tirso de Molina): Qualquer que seja o caminho que você seguir, pergunte a si mesmo se esse caminho tem um coração.


Sobre o autor:

Antônio Luiz Amorim é Economista, Pós-Graduado em Administração Financeira e Psicologia Organizacional. Palestrante, Consultor Associado à Marcondes Consultoria, é também professor de Pós-Graduação e MBA, Presidente do Conselho Deliberativo da ABRH-BA e Diretor da Unipaz-BA. Possui mais de 20 anos de experiência profissional nas áreas Financeira, Administrativa e de Recursos Humanos com liderança de equipes em grandes empresas.





Mais Notcias

Acompanhe nas redes sociais:
Inscries O Grupo Contato